Blog

Gripe: será que podemos nos prevenir?

05/04/2018

O hemisfério norte ficou em alerta diante do surto de gripe que aconteceu durante o último inverno, especialmente nos Estados Unidos, onde cerca de 47 mil casos foram confirmados. A circulação mais importante, e responsável pela maior parte dos casos registrados, foi a do vírus H3N2, um subtipo do vírus influenza A, que também tem circulado no Brasil – em casos já confirmados, segundo dados da Vigilância Epidemiológica.

Ao contrário do que comumente se ouve, a gripe não se trata de uma doença simples, trata-se na verdade, de uma doença bastante debilitante, com potencial para complicações como pneumonia viral ou bacteriana, síndrome da angústia respiratória (SARS) e, nos casos mais graves, óbito.

A vacinação continua sendo o principal caminho para a prevenção da gripe e para sua efetiva proteção, a aplicação da vacina deve ser anual, respeitando a composição orientada pela Organização Mundial da Saúde e ANVISA.  Este ano, houveram importantes alterações na composição da vacina, considerando a predominância de circulação dos vírus influenza. Assim, as cepas 2018 são:

 

Vacina trivalente:

 

– Um Vírus similiar ao vírus influenza A /Michgan/45/2015 ( H1N1)pdm09;

– Um vírus similiar ao vírus influenza A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016(H3N2);

– Um vírus similar ao vírus influenza B/Phuket/3073/2013.

 

Vacina quadrivalente:

 

– Um Vírus similiar ao vírus influenza A /Michgan/45/2015 ( H1N1)pdm09;

– Um vírus similiar ao vírus influenza A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016(H3N2);

– Um vírus similar ao vírus influenza B/Phuket/3073/2013.

– Um vírus similar ao vírus influenza B/Brisbane/60/2008.

 

É orientação da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunização), sempre que possível, o uso preferencial das vacinas quadrivalentes, justamente pelo seu maior espectro de proteção. As reações à aplicação da vacina são pouco comuns, mas, quando ocorrem, podem se manifestar na forma de dor local, febre e mal-estar, que duram cerca de um ou dois dias. Todos, a partir dos 6 meses de idade podem ser vacinados contra a gripe.

Maiores informações (48) 3211-5566 ou 99945-8094

Voltar