Blog

Bullying: o que é fundamental pediatras e escolas enfatizarem junto às famílias

01/12/2017

O bullying é um fenômeno cada vez mais discutido e tema de grande preocupação entre pais e profissionais. Devido aos impactos psicossociais e até mesmo físicos, é extremamente importante todos estarem atentos aos comportamentos de proteção à criança e ao adolescente a aos sinais mais frequentes apresentados pelos alunos-alvo do bullying:

  • Os pais devem observar sinais frequentes de trauma (ferimentos, hematomas), roupas danificadas ao chegar em casa, pânico na hora de ir para a escola, sono agitado, alterações repentinas de humos, comportamento agressivo, uso frequente de desculpas para não ir à escola, tendência ao isolamento e busca por amizades que não sejam do contexto escolar;
  • Manter as demonstrações de amor e o vínculo de afeto, verdade e confiança na relação entre pais e filhos como fundamentais;
  • É essencial que haja diálogo frequente com a criança ou adolescente e que os pais forneçam apoio no processo de adaptação à escola, aconselhando e contribuindo para o reforço da autoestima de seus filhos;
  • Caso seja identificada a ocorrência de bullying, a família não deve culpar a criança ou adolescente e nem deve minimizar o problema dizendo que tudo não passa de uma brincadeira, por exemplo;
  • Buscar parcerias com outras famílias e com a escola é um recurso fundamental para discutir o problema, trocar experiências e buscar recursos de enfrentamento.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP)

Voltar